Espiritualidade no Trabalho: O Segredo para Resultados Sólidos e Positivos


O pensamento lógico-racional do ocidente não prepara a pessoa para lidar sem estresse com a complexidade das situações da vida, as pressões, e a compreender e conviver com as incertezas, os conflitos e os paradoxos que existem naturalmente. Tal pensamento, baseado no egocentrismo, na competitividade e em atitudes predatórias, acentua a epidemia de estresse, a falta de criatividade e de inovação que estamos vivendo. A sociedade da eficiência está se tornando, contraditoriamente, cada dia menos eficiente. Portanto, esse rígido pensamento nos torna inflexíveis em nossos modelos mentais e fechados em esquemas de causa e efeitos limitantes.

Muitas vezes, nos esquecemos que, enquanto trabalhamos, estamos vivendo e que a atividade profissional representa uma parte muito importante da nossa vida. Podemos perceber, cada vez mais, que os profissionais perderam a percepção do sentido do que estão fazendo, emergindo a necessidade e a urgência de encontrar um significado mais profundo ao próprio trabalho, que ajude a superar as dificuldades, lidar com a tensão, as incertezas, recuperando a visão de futuro e a serenidade da alma. Portanto, para auxiliar nesse processo, é importante focar em três pontos específicos:

– Harmonia consigo mesmo, nos relacionamentos interpessoais e de equipe, ou seja, a interdependência. Quem conhece a si mesmo não se coloca acima dos outros, mas os compreende;

– Treinamento mental em direção aos resultados – é essencial exercitar o foco e as imagens mentais para que o nosso cérebro, antecipando-se sobre o ambiente por meio do exercício mental direcionado, possa se preparar e mudar antes que os fatos externos aconteçam;

– A arte de liderar pessoas – aquele que quiser liderar os outros deve, primeiramente, saber liderar a si próprio, treinando a si mesmo.

A força motora do profissional depende do equilíbrio de quatro pontos: o físico, o emocional, o ético e o espiritual. Se os três primeiros pontos já estão sendo amplamente abordados e trabalhados nas empresas, o lado espiritual está se tornando ainda mais uma necessidade crescente no contexto profissional, não mais considerado tabu dentro das empresas.

Conceitos como “força interior”, “energia vital”, “equilíbrio”, “imagens mentais” e “meditação” estão se tornando mais comum dentro do cenário empresarial, abraçando um só princípio: a convicção de que o ser humano tem um enorme potencial de recursos a serem descobertos e utilizados.
Os estudos e pesquisas sobre os efeitos da espiritualidade, nas suas diferentes manifestações, foram amplamente discutidos, demostrando que as práticas espirituais modificam positivamente a maneira como o sistema nervoso reage às pressões, permitindo à pessoa enfrentar os desafios mais complexos com sucesso e satisfação.

Graças à plasticidade do cérebro, as práticas espirituais – como a meditação, as orações ou as técnicas de relaxamento, etc., – remodelam e reorganizam, constantemente, as células cerebrais, melhorando suas habilidades, a capacidade de concentração e a memória. Assim, há um aumento na resistência ao estresse, fortificando a clareza mental e a capacidade de tomar decisões.

Todas essas atividades fazem diminuir a ansiedade, mantém a calma interior em todas as situações e, consequentemente, melhoram o desempenho profissional e os relacionamentos interpessoais, conquistando, assim, o foco nos objetivos e nos próprios valores.

As turbulências nos dias de hoje são tantas que ajustes de direção são contínuos e uma maior responsabilidade individual é necessária em relação à consciência de si mesmo, daquilo que acontece ao redor, do que queremos e do equilíbrio entre, de um lado, planejar, organizar e fazer e, do outro, refletir, pensar e sentir.

Assumindo a responsabilidade para lidar de forma equilibrada com as próprias forças e melhorando a autodisciplina para a própria evolução, o ser humano transforma o mundo e cria novas realidades, domina as circunstâncias sem se opor a elas e encara os problemas como oportunidades e não como algo contra o qual lutar, de maneira que os acontecimentos e os fatos conflitantes sejam modicados por uma nova perspectiva de se ver e de sentir a existência.

Eduardo Shinyashiki on sabyoutubeEduardo Shinyashiki on sabrssEduardo Shinyashiki on sablinkedinEduardo Shinyashiki on sabfacebookEduardo Shinyashiki on sabemail
Eduardo Shinyashiki
Eduardo Shinyashiki é palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.

sobre Eduardo Shinyashiki

Eduardo Shinyashiki é palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *