DESPERTE A CRIANÇA (DO SEU) INTERIOR


Como já dizia Jung, em todo adulto espreita uma criança. Para o estudioso que fundou a psicologia analítica, sempre existirá dentro de nós uma criança que requer atenção e educação contínua. Essa é a parte do indivíduo que o estimula a querer desenvolver-se e tornar-se completo.

No decorrer da vida desenvolvemos um sistema de proteção, colocando máscaras e couraças para viver nos moldes e regras da sociedade. Assim, a nossa criança interior – o aspecto da nossa personalidade que mantém as características de alegria, criatividade, entusiasmo, encantamento frente à vida, abertura e confiança – vai sendo deixada em segundo plano, escondida e lentamente esquecida.

As características da criança interior nos guiam em direção à excelência, pois essa é a parte emocional que nos faz manter o prazer e a paixão pelos sonhos. É ela que estimula o ânimo e o amor pelos objetivos e a sensação de estar vivo, de vencer desafios e superar os limites.

Para isso, é importante cuidar dessa nossa criança, pois, consequentemente, estaremos cuidando da nossa paixão, energia e vontade de expandir nossos potenciais. A melhor solução para reconstituir esse estado interior é praticar simples atos que gerem momentos de prazer e participar de atividades lúdicas que ativem nosso aspecto criativo e autêntico.

A razão e a lógica ocupam a liderança na nossa vida e progressivamente perdemos o hábito de nos conectarmos com a liberdade da criança interior e entramos no famoso “piloto automático”, presos e encarcerados por esquemas mentais e de comportamento.

À exemplo disso, desde criança somos condicionados a nos concentrar naquilo que não vai bem, no que não somos bons, que não conseguimos e não devemos fazer e somos conduzidos a direcionar as energias e a atenção para a resolução de problemas. Desse modo, acabamos deixando de lado as potencialidades, os talentos, a coragem de experimentar, a espontaneidade, a iniciativa, e os aspectos positivos pessoais e da vida em geral.

Nós somos treinados a enxergar somente os problemas e as dificuldades e isso pode nos levar a um estado de contínuo medo e inadequação, sendo prejudicial para qualquer área da nossa vida. Isso porque demonstrar as emoções, ser autêntico e viver plenamente quase sempre são atitudes consideradas fúteis, ingênuas e ridículas pela sociedade na qual vivemos. Não somos acostumados a ser autênticos, mas sim a viver de fachadas, sempre preocupados com que os outros vão pensar e dizer de nós.

Saber como dar espaço para a própria criança interior se manifestar é importante e uma atitude corajosa, que representa autoconfiança, integridade e equilíbrio mental. Essa criança escondida dentro de nós é, na sua forma mais natural, a força motora que faz girar o universo pessoal. É a força que dá ao ser humano a confiança na vida. Então, para resgatar essa sensação podemos:

• Não deixar de perceber os pequenos milagres que possibilitam o nascer de cada dia. Comemorar os simples atos da vida e valorizar a simplicidade e as mínimas coisas que geram momentos de prazer.

• Seja você mesmo: não precisa ser igual aos outros para ser realmente feliz e satisfeito. Precisamos ir ao encontro de nós mesmos, da nossa originalidade, autenticidade, criatividade, beleza e força.

• Cuide de você e respeite suas necessidades: cultive os seus sonhos e os relacionamentos interpessoais verdadeiros e profundos para amar e ser amado.

• Aproveite o momento presente sem estar sempre preocupado com o futuro ou preso no passado.

É possível se libertar das amarras da vida no momento em que expandimos a capacidade de conhecer a nós mesmos, estando mais atentos às nossas emoções e utilizando a capacidade única do ser humano de evolução. Se abandonarmos a nossa criança interior, abandonamos a confiança no futuro, o otimismo, o acreditar e o estar aberto a viver. Na realidade, a vida perde então o significado e sentido.

Ser natural como uma criança significa ser espontâneo, estar aberto a experimentar a vida sem pré-julgamentos, sem filtros limitantes, sem crenças obsoletas e medos do que as pessoas possam pensar de nós. A criança interior existiu antes de nos tornarmos adultos e ainda existe! Se a deixarmos morrer perderemos a riqueza, a força, o entusiasmo e a capacidade de transformar os obstáculos em oportunidades.

Todos têm condições de realizar ações naturais e simples, ou seja, coisas que quebram completamente a rotina, fazem nos reconectar com nossa criança interior e são capazes de proporcionar uma sensação de bem-estar, de estar vivo. Participar de atividades inocentes, que algumas vezes consideradas infantis, nos permite lidar com a vida de forma mais leve, transformando o estresse e fortalecendo a autoeficácia e o constante prazer de experimentar.

A criança interior é livre, sente e segue o coração, vive o tempo em uma velocidade diferente, mais própria, seguindo seus ritmos internos e necessidades. Podemos parar de olhar para fora, como se as coisas importantes da vida estivessem somente no exterior. Precisamos olhar mais para nós mesmos com amor e aceitação, aprendendo a nos respeitar e valorizar, conquistando assim mais confiança para superar os desafios da vida pessoal e profissional.

Eduardo Shinyashiki on sabyoutubeEduardo Shinyashiki on sabrssEduardo Shinyashiki on sablinkedinEduardo Shinyashiki on sabfacebookEduardo Shinyashiki on sabemail
Eduardo Shinyashiki
Eduardo Shinyashiki é palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.

sobre Eduardo Shinyashiki

Eduardo Shinyashiki é palestrante, consultor organizacional, escritor e especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. Presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos, colabora periodicamente com artigos para revistas e jornais. Autor dos livros: Viva como Você Quer Viver, A Vida é Um Milagre e Transforme seus Sonhos em Vida - Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *